Todo ano é necessário fazer a declaração do Imposto de Renda, e sempre surgem as dúvidas em alguns assuntos, principalmente os relacionados às despesas médicas. O que deve ou não ser deduzido na declaração? 

Desde que você tenha comprovantes mediante a documentação hábil e idônea e suas despesas médicas sejam especificadas você pode declarar. Mas fique tranquilo que vamos te ajudar.

As despesas médicas são comprovadas mediante documentos contendo o nome, o endereço e, no caso de beneficiário (pessoa ou empresa a quem efetuou pagamentos) residente ou domiciliado no Brasil, o seu número de inscrição no CPF ou no CNPJ, podendo ser substituídos por cheque nominativo ao beneficiário, de sua própria emissão, do cônjuge ou do dependente.

Separamos uma lista com o que pode ser declarado em seu Imposto de Renda:  

• Exames laboratoriais e radiológicos – são dedutíveis inclusive os feitos em laboratórios de análises clínicas e radiológicas

• Consultas médicas de qualquer especialidade – incluídos com dentistas, psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e fonoaudiólogos.

• Aparelhos ortopédicos e dentários – pernas e braços mecânicos, cadeiras de rodas, andadores ortopédicos, palmilhas e calçados ortopédicos e qualquer outro aparelho ortopédico destinado à correção de desvio de coluna ou defeitos dos membros ou das articulações.

• Cirurgias plásticas – podem ser reparadoras ou não, mas devem ter a finalidade de prevenir, manter ou recuperar a saúde física ou mental do paciente.

• Planos e seguros de saúde, incluindo a coparticipação do empregado que divide os custos do plano com o empregador – o gasto dedutível é aquele que efetivamente foi pago pelo contribuinte. 

• Materiais usados em cirurgias – marca passos, parafusos e placas (em cirurgias ortopédicas e odontológicas), colocação de lente intraocular em cirurgia de catarata, transfusões de sangue e medicamentos, desde que colocados na fatura emitida pelo hospital ou profissional de saúde.

Declarar o Imposto de Renda é algo que todo ano tem que ser feito e tem que tomar cuidado para não cair na malha fina, por isso preste atenção no que pode ou não ser declarado.

E lembre-se que para adquirir sua prótese existem vários métodos como usar o FGTS para comprar próteses ortopédicas e também o crédito acessibilidade fornecido pelo Banco do Brasil. Então se você ainda não sabe como comprar sua prótese lembre-se que existem vários métodos que podem te ajudar.

Se você quer saber mais sobre as maneiras que tem para adquirir sua prótese baixe nosso ebook 7 Maneiras de Comprar uma Prótese do Zero e veja como funciona cada uma delas.

Gostou de saber mais sobre o Imposto de Renda? Então siga as nossas páginas nas redes sociais para acompanhar as nossas atualizações! Estamos no Facebook e no Instagram!