A paixão pelo esporte faz parte da vida de Cleuton Nunes desde os 7 anos de idade. Com o passar do tempo essa relação se estreitou, e decidiu então se profissionalizar na área de Educação Física. 

Sua principal atividade era o taekwondo, na qual ele já conquistou dez vezes o Campeonato Brasileiro, cinco vezes o Sul-Americano e ganhou também a Copa do Mundo de Taekwondo. “Tudo o que sou hoje, devo a esse esporte”, afirma.

Além da prática esportiva, ele também ministrava treinamentos em várias cidades, o que fazia com que ele estivesse sempre na estrada, de aula em aula.

Paralelo à vida profissional, Cleuton se casou e teve uma filha, motivando-o a trabalhar cada dia mais para proporcionar a família uma excelente qualidade de vida. Mas, aos 29 anos um cruzamento com um motorista que ultrapassou o sinal vermelho, interrompeu abruptamente sua rotina em um grave acidente de moto.

O jovem professor de Educação Física saiu do hospital com uma amputação bilateral transfemoral. O impacto foi devastador e Cleuton Nunes pensava constantemente em desistir, e chegou a tentar duas vezes o suicídio.  Até que um dia um amigo apareceu para lhe resgatar.

cleuton-nunes

Fernando Lima, amigo de longa data, fez Cleuton enxergar que ele poderia encarar novos desafios no mundo esportivo, mesmo com seu nível de amputação. O incentivo de Fernando foi crucial para que o professor decidisse conhecer mais sobre as próteses ortopédicas.

A motivação de Cleuton Nunes o levou até a Conforpés, com dois sentimentos principais: felicidade e preocupação. Felicidade por ter encontrado uma empresa séria e transparente, mas preocupação em relação ao valor das próteses ortopédicas e todos seus componentes.

cleuton-praticando-crossfit-adaptado

Após um primeiro contato com Nelsinho pelo telefone, foi enviado até Cleuton um motorista da Conforpés para trazê-lo até Sorocaba, cidade sede da empresa, para realizar sua avaliação gratuita. Com muita gratidão, Nunes recorda que a família Nolé facilitou no que pôde a condição de pagamento para que ele pudesse adquirir suas próteses ortopédicas.

cleuton-nunes-praticando-canoagem-de-velocidadeUm novo mundo esportivo se abriu e ele percebeu que sua paixão não havia morrido. Cleuton Nunes ingressou de vez na prática do paradesporto, começando pela canoagem de velocidade. Depois ele progrediu para o basquete, rugby em cadeiras de rodas e o Crossfit adaptado.

No mundo profissional, Cleuton encontrou um novo caminho no mundo da Educação Física, e graças as semelhanças com o Super Herói da Marvel, adotou o apelido de Cyborg Brasileiro. Hoje é preparador físico de cadeirantes, focando no fortalecimento muscular, possibilitando aos cadeirantes maior autonomia para encarar as atividades rotineiras com mais independência.

Hoje, no segundo casamento e com três filhos, Cleuton afirma que não trocaria a vida que tem, pela vida que tinha antes da amputação. “Quanto mais difícil é o obstáculo, mais vale a pena enfrentá-lo”, conta. Hoje, além do esporte, sua outra paixão é mostrar ao mundo que existe sim vida após a amputação.

Se você gostou desta incrível história de vida, então siga as nossas páginas nas redes sociais para acompanhar as nossas atualizações e conhecer mais casos de superação como este! Estamos no Facebook e no Instagram!

Quer ficar por dentro das nossas Novidades?
CLIQUE AQUI