Início Dr. Responde Amputação por Tumores Ósseos

Amputação por Tumores Ósseos

0

Os tumores ósseos malignos atingem principalmente as células dos ossos e são resistentes a radio ou quimioterapia, por isso, o tratamento é feito através do ressecamento dos ossos, que muitas vezes resulta em amputação do membro corporal atingido.

Quando as células do nosso corpo perdem o controle e começam a se multiplicarem freneticamente, temos a presença de uma massa, chamada de Tumor.

Este tumor ósseo pode ser benigno, quando não apresenta riscos à vida do paciente, ou maligno, quando as chances de morte são reais. Apesar de serem raros, na maioria dos casos, a amputação é a única alternativa para curar o câncer.   

TIPOS DE TUMORES ÓSSEOS 

OSTEOSSARCOMA

É um tumor ósseo que atinge as células dos ossos de crianças ou adolescentes na fase de estirão do crescimento. Segundo a Sociedade Brasileira de Oncologia, é mais frequente em homens do que em mulheres.

O tratamento do Osteossarcoma não é a base de radioterapia, já que este método apresenta maior risco de metaplasia, ou seja, aumenta a chance de multiplicação das células cancerígenas. Dessa maneira, o mais indicado é o ressecamento ósseo, que na maioria dos casos acaba em amputação.

Os locais mais comuns para o aparecimento do Osteossarcoma são as extremidades dos ossos longos, como o fêmur, joelho, tíbia e fíbula, que podem resultar em amputações de membros inferiores, como: desarticulação de quadril ou joelho, transfemoral e transtibial.

No caso dos membros superiores, o úmero é o osso mais atingido, ocasionando amputação de desarticulação de ombro.

 


CONDROSSARCOMA

É um tipo de câncer maligno que atinge a cartilagem do paciente. Qualquer pessoa, de qualquer idade pode ser vítima do Condrossarcoma, já que ele é responsável por 25% dos tumores ósseos.

O tratamento para esta doença baseia-se curetagem com crioterapia, ou seja, a raspagem do tumor em baixas temperaturas a fim de eliminá-lo dos membros atingidos, que geralmente são braços ou pernas. Em alguns casos raros, o crânio pode ser acometido também.

Quando este tumor ósseo está em estágio muito avançado, a amputação é o último recurso para salvar a vida do paciente. Nestes casos, o acompanhamento psicoterápico e a fisioterapia pré-amputação são colocados em prática.

PRINCIPAIS SINTOMAS DOS TUMORES ÓSSEOS

  • Inchaço local;

  • Dificuldade ao caminhar;

  • Dor óssea ao se locomover;

  • Vermelhidão;

  • Mancar;

  • Febra;

  • Perda de peso sem intenção;

  • Cansaço constante.

No caso do aparecimento de um ou mais sintomas, procure um profissional qualificado imediatamente.

O que você achou do artigo sobre Amputação e Tumores Ósseos? Gostou? Então compartilhe em suas redes sociais para seus amigos também se informarem do assunto!

E continue nos acompanhando no Instagram e Facebook para não perder nossas atualizações.