terça-feira, agosto 20, 2019
Início Dr. Responde MMSS: Amputação de Membro Superior

MMSS: Amputação de Membro Superior

0

Amputação de braço, dedo, mão ou cotovelo são exemplos de nível de amputação de membros superiores. Também chamada pelos profissionais da área da saúde como amputação de MMSS, se faz necessária quando uma parte do corpo passa a comprometer a vida do paciente.

Dois casos bem conhecidos de amputação de membros superiores aqui na Conforpés, é do nadador paralímpico Talisson Glock, que aos 9 anos, perdeu o braço e a perna esquerda em um acidente de trem, e a Milena Nenemann, que teve o antebraço direito e a mão esquerda amputados devido a meningite meningocócica em 2017.

PRINCIPAIS CAUSAS PARA AMPUTAÇÃO DE MEMBRO SUPERIOR

São inúmeros os motivos para que tal procedimento cirúrgico ocorra. Entre eles, os mais frequentes são:

Segundo a OMS, Organização Mundial da Saúde, 75% das amputações de membros superiores são decorrentes de traumas e são mais frequentes entre homens de 15 a 45 anos.

Em situações como problemas cardiovasculares, a pessoa se depara com a amputação planejada, que apesar de propiciar o início do acompanhamento psicoterápico e da fisioterapia antes mesmo do procedimento cirúrgico, não deixa de ser um momento delicado na vida de todos os envolvidos.

 


QUAIS SÃO AS AMPUTAÇÕES DE MMSS: MEMBRO SUPERIOR?

Os níveis de amputações de MMSS são:

Representação dos níveis de amputação de membro superior. Paratleta Odair Costa de BMX.
Representação dos níveis de amputação de membro superior. Paratleta Odair Costa de BMX.

1 – DESARTICULAÇÃO DE OMBRO

Todo o braço do paciente é retirado, desde o úmero até os ossos da mão.

2 – AMPUTAÇÃO TRANSUMERAL

A amputação acontece na articulação do cotovelo e do ombro.

3 – DESARTICULAÇÃO DE COTOVELO

Toda a articulação do cotovelo é amputada, preservando o úmero inteiro.

4 – AMPUTAÇÃO TRANSRADIAL

Também conhecida como amputação de braço, a transradial acontece abaixo da articulação do punho e do cotovelo.

5 – DESARTICULAÇÃO DO PUNHO

É a amputação que acontece exatamente na altura da articulação do punho.

Embora seja menos frequente do que a amputação de membro inferior, como a transfemoraltranstibial, desarticulação de quadril ou joelho, os amputados superiores também são suscetíveis à síndrome do membro fantasma e precisam superar os desafios psicológicos que um procedimento cirúrgico desses implica.

Milenna
Milena Nenneman

PRÓTESES PARA MEMBRO SUPERIOR:

Um outro fator importante que devemos levar em consideração, é em relação as próteses disponíveis no mercado para membros superiores e o tempo de adaptação de cada indivíduo.

Por exemplo, o maior desafio de uma mão protésica seria devolver a sensação do tato ao paciente.

Graças ao desenvolvimento tecnológico dos últimos anos na área da saúde, podemos encontrar próteses mioelétricas, que apresentam uma melhor aceitação por parte dos amputados, uma vez que são mais confiáveis, confortáveis e eficientes do que os dispositivos de mecanismos convencionais antigos, como a mão mecânica.

A Milena Nenneman, por exemplo, utiliza da mão biônica para fazer maquiagens incríveis!

Se você gostou desse post sobre amputação de membros superiores, siga nossas páginas nas redes sociais para acompanhar nossas atualizações! Estamos no Facebook e no Instagram!