Início Produtos Encaixes de MMII: Membros Inferiores

Encaixes de MMII: Membros Inferiores

0

Tipos-de-Encaixe-Membros-Inferiores1Para muitos amputados, a prótese ortopédica é vista como readaptação e qualidade de vida e, muito mais do que reintegrar a função motora,  elas são a chance de recuperar a rotina anterior e conseguir superar os desafios no mercado de trabalho.

Muitas vezes, as etapas que o paciente precisa encarar antes de conseguir a reabilitação plena e completa, acabam passando despercebidas. Como a confecção da própria prótese ortopédica, que leva certo tempo e paciência de todos os envolvidos até ficar pronta e funcional.

Além da importância do acompanhamento psicoterápico e da fisioterapia, outros fatores são determinantes para diminuir o tempo de adaptação às próteses ortopédicas, como a durabilidade de diferentes materiais e a modelagem e confecção dos tipos de encaixe.

O ENCAIXE PERFEITO

Tipos-de-Encaixe-Membros-Inferiores2Independente do nível de amputação, seja de membros superiores ou inferiores, o encaixe está presente em todas as próteses ortopédicas. Inclusive, é a partir dele que começa o processo de protetização, já que ele é o grande responsável por englobar o coto ao material protésico.

E por estar em contato direto com o corpo do amputado, o encaixe precisa ser perfeito e do tamanho exato do coto, evitando assim, futuros problemas de marcha que podem vir a atrapalhar a readaptação. Além de aumentar o conforto do amputado, e consequentemente, seu bem-estar.

E os encaixes costumam variar de acordo com o nível de amputação. Qual será o melhor para você?

 


TIPOS DE ENCAIXE

Para a amputação transtibial, temos os seguintes encaixes:

PTB (Patelar Tendon Bearing): um dos componentes mais antigos, possui uma correia suprapatelar como mecanismo de suspensão, causando pressão na região amputada. Indicada para cotos de nível médio;

PTS (Prothese Tibiale Supracondylienne): Indicado para pacientes com amputação de terço proximal, com instabilidade no joelho;

KBM (Kondylen Bettung Münster): é o mais utilizado, porém, não é recomendado para cotos muito curtos devido suas bordas laterais serem elevadas.

Desarticulação de Joelho:

  • Cartucho polifórmio e suspensão supracondilar.

Amputação transfemoral:

  • Encaixe CAT-CAM: mantém o fêmur em uma posição fisiológica e proporciona uma marcha mais harmoniosa em relação a outros encaixes, aumentando o controle dos músculos e a estabilidade corporal;
  • Encaixe quadrilatero: indicado para todos os amputados, principalmente para quem tem a musculatura flácida e de terço proximal.

Desarticulação de quadril:

  • Encaixe externo em resina acrílica;
  • Encaixe interno Macio com forro de EVA ou silicone.

Tipos-de-Encaixe-Membros-Inferiores3Vale salientar que a escolha do encaixe deve ser feita por profissionais especializados na área, a fim de decidir qual o melhor componente para cada paciente, visando sempre o conforto do paciente em primeiro lugar.

Além de conhecer os componentes protésicos, é de extrema importância que o amputado esteja por dentro do funcionamento das próteses ortopédicas e das etapas que irá percorrer pós amputação, através do Guia do Amputado. Ter um conteúdo gratuito em que a pessoa pode recorrer sempre que tiver alguma dúvida, faz toda a diferença no processo de readaptação.

O que você achou desse post sobre encaixes para membro inferiores? Gostou? Então compartilhe este texto nas suas redes sociais e ajude os seus amigos a também dominarem este assunto!

Quer ficar por dentro das nossas Novidades?

CLIQUE AQUI