Até agora você superou os desafios psicológicos pós amputação com o auxílio da psicoterapia, frequenta semanalmente a fisioterapia e já consegue dormir aliviado, afinal de contas, quase não sofre mais com as dores da síndrome do membro fantasma. “O pior já passou, estou chegando ao fim do caminho da reabilitação”.

Mas agora vem a pergunta: será que sua prótese ortopédica irá durar para sempre? O fisioterapeuta Raphael Sancinetti explica pra gente!

Manutencao-da-protese-ortopedica

PORQUE FAZER MANUTENÇÃO EM PRÓTESES?

QUAL-A-IMPORTÂNCIA-DA-FISIOTERAPIA-PARA-AMPUTADOS1De acordo com o doutor Sancinetti, a manutenção das próteses ortopédicas é de extrema importância e realizar o procedimento de maneira preventiva é o mais recomendado. “Se você não faz a manutenção periódica, as chances de precisar reparar mais componentes de uma só vez aumentam consideravelmente também”, afirma o especialista.

As próteses ortopédicas são produtos mecânicos que tendem a apresentar um desgaste com o passar do tempo, e caso não sejam reparados, outras peças podem apresentar defeitos também.

“Esse dispositivo envolve segurança. A partir do momento que você sabe que a prótese não vai quebrar durante o uso, você ganha mais confiança para caminhar, correr, ou no caso de quem perdeu algum membro superior, segurar objetos”, esclarece Sancinetti.

QUAL DEVE SER O INTERVALO ENTRE AS MANUTENÇÕES?

Segundo o Dr. Sancinetti, o tempo entre as manutenções pode variar. “A gente recomenda agendar pelo menos uma vez por ano. O amputado vem até a Conforpés para analisarmos os sinais de desgaste, conseguindo dar o diagnóstico para o paciente”, informa o fisioterapeuta.

Fatores como o nível de amputação, a idade do paciente e o grau das atividades realizadas, afetam tanto o tempo de adaptação às próteses, quanto a periodicidade da manutenção protésica.

Manutencao-da-protese-ortopedica

“Um amputado transtibial, por exemplo, terá uma sobrecarga maior do que alguém de nível transfemoral, já que a exigência mecânica e funcional desses dispositivos é maior na prótese transtibial”, justifica Raphael.

Os componentes de membros inferiores que geralmente passam pela manutenção são: os pés (especialmente em fibra de carbono), a lâmina e a capa de revestimento do pé.

Para mais informações sobre próteses ortopédicas, cuidados com o coto e as fases que todo amputado enfrenta na vida, baixe gratuitamente nosso Guia Completo do Amputado! E não se esqueça de acompanhar todas as nossas novidades no Instagram e Facebook!